Palavras-chave: entenda o que são, como usar e a importância para seu negócio.

Você já sabe como é importante, nos dias atuais, ter um blog para divulgação de seu serviço, produto, ou negócio em geral, não é mesmo? Mas o que você deve escrever nesse espaço? Será que há alguma forma de saber qual conteúdo priorizar? Talvez a resposta para essas dúvidas seja uma só: aprenda a usar palavras-chave.

Quer entender para que servem e como você pode usá-las para atrair muito mais atenção e clientes para seu negócio? Não perca o nosso post de hoje!

Buscas pela internet: o começo de tudo

No contexto da web, a rede mundial de computadores conhecida como Internet, todos nós, grande parte do tempo, estamos buscando algo, não é mesmo?

Se você parar para pensar, é para isso que acessamos esse universo virtual: para saber sobre algo. Pode perceber, seja em redes sociais, em portais de notícias ou em sites de busca; por isso dizem que estamos na Era da Informação.

Marketing de Conteúdo: uma realidade no mercado

Desse modo, o Marketing de Conteúdo ganha importância, com marcas e negócios precisando fazer divulgação de seus portfólios e ofertas por meio desse tipo de estratégia, isto é, utilizando a informação como forma de propaganda. E aí criam seus blogs, para começar a fazer postagens referentes a temas de interesse de seu público-alvo.

Mas o que é importante escrever no blog da sua empresa? É aí que podemos entender melhor a importância das palavras-chave, como veremos a seguir.

Descobrindo o que são palavras-chave

Palavras-chave – ou simplesmente Keywords, no original, em inglês – são termos que têm relevância para fazer com que um negócio seja encontrado.

Em resumo: quando alguém faz uma pesquisa nos sites de busca, como o Google, o que faz? Insere um termo, ou conjunto de palavras, para encontrar algo que responda à sua necessidade ou desejo, certo? Exatamente esses termos são as palavras-chave.

Pesquisa de palavras-chave

Então, como saber quais são as palavras-chave que farão com que sua empresa apareça como resultados de quem faz pesquisas? Bem, é aí que entra a pesquisa de palavras-chave, como veremos agora.

Há uma série de ferramentas que auxiliam nesse processo de levantamento de palavras-chave. Uma delas, entre as mais conhecidas, é a chamada Keyword Planner, do Google, mas há outras, como UberSuggest e Keywordtool.io.

De uso simples, você adiciona o termo e a ferramenta devolve uma série de ocorrências, para que se possa acompanhar qual a popularidade daquele termo determinado, ou sugere várias alternativas para criar um título atraente para seu próximo blogpost, e o melhor: com a palavra-chave perfeita!

Elementos a considerar na escolha de palavras-chave

No momento de fazer a sua pesquisa, é importantíssimo saber ler as informações que as ferramentas de pesquisa apresentarão. Só assim você poderá, de fato, escolher as principais palavras-chave, que atrairão muitos cliques para seu blog e toda uma nova audiência que pode vir a comprar de você.

Os pontos principais a considerar no levantamento de palavras-chave são estes:

Termo

As palavras pesquisadas e sugeridas – como pequenas variações do termo que você inseriu. Podem dar insights muito interessantes de novas abordagens que você deve experimentar. Os resultados, em termos de audiência, deverão ser bem interessantes.

Volume

Aqui, temos a questão da quantidade de pesquisas feitas sobre aquele tema em um mês. É valioso parar para estudar essa questão, já que você precisa descobrir aqueles termos que a sua audiência tem perseguido mais. Desse modo, a sua palavra-chave poderá ser um “tiro certo”, em relação à comunicação direta com sua audiência.

CPC

Este elemento é um pouco mais avançado, mas igualmente relevante. Significa o custo por cada clique feito em um termo do Google AdWords. Então, você poderá analisar se vale a pena utilizar uma determinada palavra-chave ou outra – baseando-se no ROI, ou retorno sobre investimento.

Refinar sua pesquisa de palavras-chave com todos esses elementos é de suma importância, pois afinal, nem todos os termos que você encontrar deverão ser utilizados, só pelo fato de serem muito buscados; afinal, é necessário que tenha relação com o que a empresa oferece, não é mesmo? Se não, de nada adiantará atrair visitantes a seu site, já que não será possível oferecer nada que realmente interesse àquelas pessoas.

Como escolher palavras-chave

 

Etapa 1 – Fazer uma lista com muitas opções

Faça uma listagem com bastantes opções de palavras-chave, assim, você terá sua vida facilitada, quando estiver criando blogposts, pois terá muitas alternativas para criação dos temas mais atraentes. 100 a 200 opções de palavras-chave é o mais indicado.

Para tal, você deve acessar as ferramentas que citamos e selecionar, com base nos aspectos mais relevantes do item anterior, e construir sua tabela, com todos os dados necessários. Isso dará um panorama bem claro de como você deve agir em relação às palavras-chave.

Se você não souber que palavra-chave usar para começar a pesquisar, não tem problema: em algumas dessas ferramentas é possível colocar o próprio domínio da empresa ou mesmo do concorrente, que a pesquisa é feita de maneira automática. Experimente essa facilidade!

Quanto mais palavras-chave forem levantadas nesta etapa, mais fácil seu trabalho será, pois não precisará refazer a pesquisa tão cedo.

Etapa 2 – as palavras-chave e sua relação com a jornada de compra

Primeiro o critério quantitativo do levantamento, agora o qualitativo. Vejamos como as palavras-chave podem ajudar a influenciar sua audiência, dependendo do estágio da jornada de compra ao qual pertençam.

Vamos então começar a selecionar determinadas palavras-chave da primeira lista, para uma segunda, mais enxuta, na qual estarão somente aquelas relacionadas mais diretamente ao que você comercializa, ou oferece ao público. Tudo isso tendo em mente a jornada de compra de seu cliente.

Principais momentos da Jornada de Compra

 

1 - Aprender e descobrir

Momento inicial, no qual nem o próprio cliente em potencial sabe que tem determinada necessidade ou problema. Mas você, com toda a sua pesquisa sobre público-alvo e a persona construída, consegue notar exatamente o que esse grupo precisa.

Para selecionar as melhores palavras-chave para esse momento, leve em consideração levantar os termos que se encaixem em frases que comecem com “o que...?”

2 - Reconhecer o problema

No segundo momento, o seu cliente percebe-se com determinada necessidade. É o famoso “cair a ficha”. Aqui, você seleciona palavras-chave que se enquadrem adequadamente em frases começadas por “como faço com ou como faço para....?”

3 - Considerar Solução

Após perceber o problema, a lacuna, parte-se para o desejo de uma solução, não é mesmo? Exatamente esse é o ponto seguinte. Então, comparativos são extremamente válidos ao escolher os termos-chave. Considere frases iniciadas por “qual o melhor...?” e faça suas escolhas.

4 - Decisão de Solucionar / comprar

Aqui, o cliente em potencial, finalmente se torna cliente efetivo, ele deseja adquirir a solução que você oferece. Então, as palavras-chave mais adequadas são as que complementam frases como “qual o Preço...”, ou “como Comprar...”.

Pode não parecer, mas esse trabalho de triagem é muito importante, pois, com as palavras-chave mais pertinentes em cada momento, será possível construir blogposts mais adequados a cada ponto da jornada, o que, consequentemente, fará com que a estratégia seja mais assertiva e atinja o seu objetivo. E uma jornada de compra bem construída só terá um resultado: mais e mais vendas para a sua empresa!

Sempre bom lembrar que não precisa ser apenas um blogpost, mas e-books, infográficos e outros materiais poderão ser criados, a partir de uma boa pesquisa de palavras-chave.

Etapa 3 – É hora de produzir conteúdo com as melhores palavras-chave!

Com as palavras-chave bem organizadas e separadas por momento da jornada de compra, você pode definir os temas dos materiais que serão desenvolvidos.

A partir daí, é começar à produção, de fato, dos conteúdos. Esse foi apenas o começo do processo. Incrível, não é mesmo?

Selecione o título do artigo, pense nos subtítulos, já considerando a melhor abordagem a ser utilizada. É interessante ainda pensar em quantos conteúdos você deverá construir e fazer um calendário editorial de publicação desses materiais.

Bom, essa é a receita de preparação para a criação de conteúdos, de fato, alinhados a uma excelente estratégia de inbound marketing, com forte poder de atração do público e resultados super positivos para seu negócio.

E então? Agora compreende melhor todos os detalhes e a importância de palavras-chave?

Esperamos que o texto de hoje tenha ajudado você agregado conhecimento!

Tem alguma dúvida, gostaria de trocar ideias ou de sugerir um próximo post? Deixe seu comentário abaixo!